Câmeras de segurança no prédio
Voltar

O básico de segurança para sua pequena empresa

A segurança empresarial é um tema muito importante para qualquer empresa, e no caso do Brasil temos alguns agravantes relacionados aos riscos. A desigualdade social trás mais crimes no geral e a criatividade do brasileiro faz com que tenhamos que pensar em vários aspectos quando falamos de segurança, que vão muito além de colocar um portão grande. Quando falamos em segurança devemos pensar na estrutura física sim, mas também devemos lembrar das práticas/hábitos que devemos ter e da parte digital, caso seja o seu tipo de negócio.

A segurança da empresa é relacionada não somente a evitar roubos e furtos, mas também evitar desastres naturais, sabotagem e qualquer outra ocorrência que possa afetar o andamento dos processos da empresa, além de poder trabalhar de forma preventiva, identificando rotinas que possam trazer fraquezas de segurança para a empresa ou acarretar em um incidente mais grave.

As ameaças podem ter como alvo ativos tangíveis, que seriam os bens materiais: cadeiras, mesas, equipamentos especializados, equipamentos de informática, dinheiro, jóias, etc. Ou podem ter como alvo ativos intangíveis, como dados dos clientes, informações sobre o seu negócio e a imagem da empresa, que pode ser afetada de diversas maneiras.

Opções para a segurança do seu negócio

Como sempre, devemos considerar o tipo de negócio na hora de avaliar quais as opções de segurança podem encaixar melhor, as características do seu negócio que podem interferir na avaliação são diversas, mas podemos enfatizar algumas:

  • Negócio físico ou digital;
  • Valor dos bens em posse;
  • Localização do negócio;
  • Histórico de ocorrências.

1. Portaria/recepção - Entrada e saída

Essa pode ser considerada uma camada de segurança, já que a pessoa é responsável por permitir (ou não) a entrada das pessoas no estabelecimento, possivelmente verificando os documentos e analisando a pessoa pessoalmente, além de poder identificar comportamentos suspeitos.

Para uma melhor preparação desses profissionais em relação à segurança é possível oferecer cursos relacionados à segurança afim de deixá-los mais capacitados em situações que possam aparecer, os conhecidos protocolos, que falaremos mais a seguir.

Além da entrada devemos também pensar na saída, ter protocolos específicos para a entrada e saída pode ajudar em muitas situações e evitar brechas no seu negócio.

2. Sistemas de segurança

Existem vários sistemas que podem ser utilizados para prevenis possíveis danos para seu negócio. Eles variam desde os mais básicos como câmeras de segurança e sistemas de alarme, até os mais avançados como sistemas de reconhecimento facial para entrada ou digital.

Esses sistemas devem ser utilizados após o treinamento adequado do manuseio deles, de forma a extrair o melhor dos equipamentos. Treinamentos sobre o procedimento de evacuação do estabelecimento após o acionamento do alarme de incêndio é um exemplo perfeito. Também podemos pensar na utilização das câmeras pelos vigilantes.

Podemos inserir aqui sistemas de proteção digital também, que podem ser implementados pela empresa ou simplesmente contratados. Eles vão garantir que os dados dos clientes não sejam roubados e podem prevenir diversos tipos de ataques digitais, que podem ter diferentes finalidades: tirar o seu site do ar, expor sua marca com mensagens falsas, etc.

3. Protocolos de segurança

Um protocolo é um conjunto de regras a ser seguido, no caso da segurança, essas regras podem ser direcionadas para os profissionais de segurança e também para os colaboradores, afinal a segurança depende de todos.

Os protocolos podem envolver diversas áreas da empresa, alguns exemplos:

  • Entrada do estabelecimento: o colaborador deve estar atento para não segurar uma porta que necessitaria de uma chave para entrar uma pessoa desconhecida. Por mais que seja educado ajudar outra pessoa, se você não a conhece pode estar facilitando a entrada de um desconhecido;
  • Segurança interna: garantir que procedimentos estejam claros para todos e fazer vistorias periódicas sobre a situação dos equipamentos atuais, para garantir que nenhum possa apresentar alguma falha que pode acarretar em problemas de segurança.

Os protocolos de segurança são alguns atalhos que podem ajudar as pessoas em como agirem em situações específicas, mas é importante colocar a mentalidade de segurança em todos os colaboradores, dessa forma mesmo que exista uma situação não esperada eles terão a segurança em mente e podem tomar uma decisão melhor ou pedir ajuda para algum especialista.

4. Segurança digital

Essa segurança pode ser bem abrangente dependendo do seu tipo de negócio. Mas um passo básico inicial é garantir que todos os colaboradores escolheram senhas seguras e que não foram compartilhadas com outras pessoas. Existem alguns programas de monitoria de atividades dos colaboradores que vem sendo utilizados, entretanto existe uma discussão sobre a invasão de privacidade dos mesmo.

Caso seu negócio seja principalmente digital, também será necessário pensar em requisitos mais avançados para evitar a invasão de hackers no sistema da sua empresa e possivelmente roubo de dados. A maneira mais fácil para conseguir tais implementações é contratar uma consultoria de segurança que pode não apenas detectar as possíveis brechas como trabalhar para consertá-las.

5. Leis e regulamentações

Quando falamos em segurança, não podemos esquecer das leis, pois muitas delas foram feitas justamente para isso: prover mais segurança. Cada tipo de negócio terá suas regulamentações específicas sobre diversos aspectos: estrutura física, manuseio de aparelhos, normas de conduta, etc. Por isso é bem importante segui-las, pois elas existem para um propósito.

Caso você não se sinta seguro sobre as leis específicas para o seu negócio deve procurar alguém que entenda sobre. Nós fizemos um artigo falando sobre as regulamentações para clínicas de estética que pode te ajudar caso você esteja pensando em abrir ou já tenha uma clínica de estética e queira já estar preparado.

Como Implementar a segurança

A implementação do plano de segurança pode ser simplesmente terceirizada para uma empresa especializada, entretanto você como dono da empresa, deve saber o mínimo para conseguir entender quais os requisitos e etapas necessários, assim você consegue não somente transmitir para o restante dae empresa de uma maneira clara, caso haja dúvida, e também evita ser enganado na hora da contratação da consultoria.

  • Plano físico, nesse caso serão definidos e implementados os requisitos, câmeras de segurança, etc. Também podem fazer parte do plano físico a troca de equipamentos antigos por novos ou mais adequados;
  • Plano operacional, onde serão definidos os protocolos de comportamento tanto preventivo quanto reativo, esses protocolos devem ser bem definidos para os profissionais de segurança, mas como falamos anteriormente, todos devem colaborar, logo alguns dos protocolos podem envolver os colaboradores, como no caso de evacuação em um incêndio;
  • Plano de contingência, caso os planos anteriores falhem existe ainda o plano para minimizar os dados e manter o negócio rodando mesmo com algum dano existente, que será corrigido completamente posteriormente. Ele serve como um atalho para que todos saibam como agir em casos imprevistos.

Considere o seu tipo de negócio

Existem agravantes relacionados ao tipo de negócio, é claro que a segurança necessária para um banco será diferente da segurança necessária para uma loja de doces (mas podem ter muitas coisas em comum). De qualquer maneira todos os itens aqui apresentados podem ser implementados nas mais diversas categorias de negócios.

Caso você não se sinta seguro para decidir o que deve ser implementado fale com alguma consultoria de segurança para ter alguma direção e possivelmente contrate pelo menos a avaliação deles, dessa forma você saberá o que pode ser mais adequado ao seu negócio também e terá o respaldo de um profissional.

Não esqueça de compartilhar esse conteúdo com seus amigos e outras pessoas que possam ter as mesmas dúvidas que você, todos precisam de ajuda e ensinar é uma forma de aprender também!

Seja o primeiro a saber!

Quer receber nossos posts? Deixe seu email abaixo e fique por dentro de tudo!

Navegue pelas categorias: empreendedorismoseguranca

Pronto para começar? Vamos fazer uma cotação!

Na Luna, simplificamos o processo de compra do seguro empresarial para que você tenha a cobertura que precisa, de forma rápida e fácil!

Continue Lendo