pontos comerciais com muitas pessoas
Voltar

Como escolher o ponto comercial perfeito

O ponto comercial, localização em que se encontra o comércio, é uma das peças chave para uma empresa influenciando tanto no faturamento quanto nos gastos das empresas. Por isso, na hora de escolher o ponto comercial nada de pensar só com o coração, é preciso analisar de vários ângulos aquele ponto para evitar dores de cabeça no futuro. Nesse artigo você você vai descobrir como avaliar e escolher um ponto comercial para o seu negócio.

1. Tenha calma e paciência

Analisar as opções com pressa é um dos fatores que mais prejudicam na hora de tomar uma boa decisão em qualquer contexto, e na escolha da localização não é diferente. Não aceite as primeiras ofertas que achar, não feche com as primeiras pessoas que encontrar, descobrir um bom negócio se passa muito pela paciência e calma. Lembre-se que uma escolha errada sempre custa mais caro do que uma escolha demorada.

2. O ponto que combina com seu tipo de negócio

A sua área de atuação e modelo de negócio influenciam diretamente na escolha do ponto. O ponto movimentado nem sempre é o melhor, é preciso considerar qual o tipo de público que ele normalmente atrai. Abrir uma loja de artigos de luxo na periferia pode não ser a melhor escolha, enquanto numa região nobre já parece fazer mais sentido.

Você pode considerar várias características do seu negócio na hora de decidir, algumas delas:

  • Tempo de consumo: sua empresa vende produtos de consumo rápido? Estar próximo do transporte público pode ser um fator bem interessante;
  • Renda do consumidor: como no exemplo citado, a renda pode impactar, já que as pessoas que mais passam podem não ter a possibilidade de consumir o seu negócio;
  • Idade do consumidor: por mais que a população esteja consumindo mais conteúdo tecnológico, uma loja de games num bairro com pessoas mais velhas pode não ser a melhor escolha. A idade pode afetar tanto o desejo pelo seu produto quanto os horários de disponibilidade do cliente para o seu negócio.

3. Analise o movimento

Obviamente, a quantidade de pessoas que comparecem é um dos principais fatores para escolher a localização do seu ponto, um movimento maior pode ser positivo ou negativo dependendo do seu tipo de negócio. Um número maior de pessoas possivelmente aumenta o valor a ser pago pelo ponto comercial, e no caso de empresas de software, por exemplo, o movimento não tem tanta importância, já que o serviço é consumido online.

No caso de empresas com serviços ou produtos físicos presenciais, o movimento se torna crucial, e é possível descobrir se o estabelecimento muito ou pouco movimento de algumas maneiras:

  • Conversando com estabelecimentos vizinhos: eles já tem toda a experiência de estarem próximos àquele ponto, então conseguem dizer se existe um bom movimento e talvez até que tipo de pessoa passa por lá;
  • Analisando dados públicos, existem várias pesquisas que são fornecidas pelos meios de comunicação e institutos de empreendedorismo como o Sebrae que ajudam a entender o movimento de cada região;

Uma maneira fácil e rápida de analisar essas características é utilizar alguma ferramenta que forneça uma análise detalhada, a GreatSpaces fornece vários tipos de análise, incluindo: atratividade do ponto, oportunidades em regiões e previsão de vendas.

4. Estabeleça seus requisitos mínimos de infraestrutura e segurança

Um ponto comercial não é simplesmente um espaço genérico que aceita qualquer tipo de negócio, cada ponto tem suas peculiaridades físicas também e você precisa levar isso em conta dependendo do seu tipo de negócio, algumas delas:

  • Tipo do imóvel, pode ser uma sala comercial em prédio, um ponto comercial de 5 metros, etc;
  • Serviços disponíveis, água, luz, internet, etc;
  • Horário de funcionamento, alguns prédios tem um horário de entrada e saída limite;
  • Outras características específicas, você pode considerar outras características físicas, no caso de restaurantes por exemplo, o revestimento das paredes é essencial na área da cozinha. Um salão de cabeleireiro já pode preferir mais tomadas.

5. Leve em consideração o custo e pesquise MUITO

É bom receber indicações de amigos e familiares, mas nada supera a boa e velha pesquisa. Existem muitas ferramentas para achar os melhores imóveis e pontos comerciais online. O mesmo ponto com o mesmo as mesmas características pode ter valores bem diferentes de outro ponto e a única maneira de ter mais chance de fazer um bom negócio é pesquisar bastante e comparar.

Algumas dos sites mais utilizados para achar o melhor ponto comercial:

  • https://www.vivareal.com.br/
  • https://www.imovelweb.com.br/
  • https://www.zapimoveis.com.br/
  • https://sp.olx.com.br/

6. Avalie a concorrência

Um concorrente pode te mostrar que o ponto é atraente, ou seja, se existe um público que consome o serviço/produto dele. Entretanto é importante pensar se ainda existe espaço para outros negócios da mesma categoria, ou se a concorrência seria muito grande. Talvez o público já tenha sido conquistado também.

Outro lado possivelmente bom é oferecer uma alternativa para os consumidores, caso você encontre algo a melhorar nos concorrentes no local, essa pode ser uma vantagem competitiva bem grande.

Negócios fechados recentemente naquele local demonstram a dificuldade de outros empreendedores (e pior ainda sendo da sua categoria).

7. Estude o investimento após a mudança

Em muitos pontos é necessário realizar modificações estruturais ou consertar algumas coisas antes de mudar e começar a trabalhar no negócio. O custo dessas modificações pode ser bem elevado, então é um ponto a se considerar na hora de avaliar as opções.

Também é necessário verificar com o proprietário se existe a possibilidade de mudanças no ponto, porque alguns colocam restrições, impossibilitando mudanças que talvez sejam importantes para o seu ramo.

8. Não arrisque seu orçamento e contrate um seguro!

É normal ter ansiedade na hora de adquirir um ponto e fazer sua ideia crescer, mas arriscar suas economias é a pior maneira de fazer isso, um bom empreendedor também é organizado e precavido.

Um fator que pode te fazer gastar mais do que deveria é escolher um ponto especializado, que tem um grande movimento e onde as pessoas já buscam o seu produto/serviço, como é o caso da 25 de Março, por exemplo. Pode ser interessante escolher um ponto menor, para deixar o negócio mais estável e depois pensar em mudar quando seu negócio estiver realmente crescendo.

O seu orçamento é arriscado não apenas pelas decisões que você toma, mas pelas que não toma também, por isso, na hora de adquirir seu ponto comercial é importante contratar um seguro, que proteja esse estabelecimento de potenciais desastres. E nós da Luna possuímos o melhor 😃.

Seja o primeiro a saber!

Quer receber nossos posts? Deixe seu email abaixo e fique por dentro de tudo!

Navegue pelas categorias: empreendedorismo

Pronto para começar? Vamos fazer uma cotação!

Na Luna, simplificamos o processo de compra do seguro empresarial para que você tenha a cobertura que precisa, de forma rápida e fácil!

Continue Lendo