Livro do Steve Jobs
Voltar

Como Steve Jobs aprendeu a abraçar o fracasso e salvar a Apple

Nos primeiros dias da Apple, Steve Jobs era conhecido por seu intenso perfeccionismo. A Apple passou quase três anos desenvolvendo o computador Macintosh original, enquanto Jobs exigia a aprovação final de cada detalhe. Essa busca pelo que ele percebia ser a perfeição infame o levou a demitir funcionários talentosos sem hesitação por não se conformar com sua estética de design e a descartar projetos quase concluídos que não atendiam aos seus padrões de elegância.

Embora seja verdade que sua atenção aos detalhes e determinação implacável levaram a empresa a criar alguns dos mais belos (e melhores) produtos de tecnologia que o mundo já viu, seu estilo de liderança era menos do que admirável no início e teve efeitos adversos sobre quem trabalha na empresa. Por fim, o comportamento de Jobs e uma luta interna pelo poder sobre as divergências filosóficas entre ele e o CEO, John Sculley, levaram à sua saída da empresa. Aos olhos de Jobs, esse evento foi devastador.

A vida de Jobs depois da Apple e o significado de seu retorno

Jobs viu sua saída da Apple como um incrível fracasso pessoal. Ele foi expulso da empresa que trabalhou tanto para se tornar uma marca reconhecível. Antes de voltar para a Apple em 1997, Jobs fundou a NeXT e transformou a Pixar em sua própria entidade após comprar a divisão de animação da Lucas Films.

Quando voltou para a Apple, Jobs havia aprendido a importância de moderar sua obsessão com controle e era muito melhor em capacitar seus talentosos funcionários a fazerem o que fazem melhor. Sem dúvida, essa mudança em seu estilo de liderança é um fator muito significativo que contribuiu para o retorno da Apple aos holofotes, depois de sofrer alguns contratempos durante sua ausência da empresa.

Assim que voltou, ele liderou o novo sistema operacional da Apple, que redefiniu o funcionamento dos computadores pessoais, o iPod, que revolucionou completamente a indústria musical, e o iPhone, que tem sido igualmente importante na evolução dos dispositivos tecnológicos pessoais.

O que podemos aprender com Jobs e seu fracasso precoce

Embora Steve Jobs não esteja mais conosco, ele realmente mudou o mundo com os produtos que ajudou a moldar e as lições que deu ao longo do caminho. Como empresário, Jobs nos ensinou que é um desafio para um líder ser bem-sucedido se for muito imprudente ou inabalável em sua maneira de pensar.

Essa intensa busca pela perfeição muitas vezes leva ao fracasso de jovens empresas de tecnologia, que deveriam se concentrar muito mais seriamente na validação de seus produtos principais, em vez de aperfeiçoá-las de cara. Os líderes precisam assumir riscos ao longo do caminho, buscando os resultados que desejam ver nos negócios, ao mesmo tempo que aceitam que às vezes haverá falhas.

No caso de Jobs, ele não permitiu que seu fracasso inicial na Apple definisse sua vida. Ele passou a aprender com suas experiências, criar mais negócios e, eventualmente, voltar para ajudar a tornar a Apple excelente novamente. Abraçar seu fracasso deu-lhe a motivação para seguir em frente.

Seja o primeiro a saber!

Quer receber nossos posts? Deixe seu email abaixo e fique por dentro de tudo!

Navegue pelas categorias: empreendedorismo

Pronto para começar? Vamos fazer uma cotação!

Na Luna, simplificamos o processo de compra do seguro para motos para que você tenha a cobertura que precisa, de forma rápida e fácil!