site de uma empresa
Voltar

Guia para construir o site para sua empresa

Você sabe que precisa de um ótimo site. Você simplesmente não tem certeza de como fazer para conseguir um. Se isso soa como você, este guia rápido te ajudará a começar - da ideia inicial à implementação final!

Como criar um site de negócios profissional em 5 etapas:

1. Saiba exatamente o que você deseja que seu site faça

Antes de começar a construir um site, você deve saber exatamente o que deseja que ele faça por você. Um site bem projetado não começa com um design bonito ou uma escrita atraente. Ele começa com uma finalidade clara e uma resposta a esta pergunta simples: o que você deseja que as pessoas façam ao chegarem ao seu site?

Pensar um pouco sobre isso no início irá economizar muito tempo e dores de cabeça quando começar a construir seu site. Isso influenciará o design do seu site (por exemplo, um site de uma página será suficiente ou você precisa de algo mais robusto?) E seu conteúdo (você incluirá uma simples frase vendedora e um call to action, ou um site mais robusto com muitos recursos para seus leitores?).

Alguns objetivos que você pode ter em mente para os visitantes do site podem incluir...

  • Cadastrar-se para sua lista de e-mail
  • Comprar um produto
  • Marcar uma consulta
  • Saber mais sobre você e seus serviços
  • Indicar para outras pessoas

Muitas pessoas decidiram construir um site porque pensam que simplesmente precisam de uma presença online, mas isso não é razão suficiente para um investimento considerável. Seu site não deve apenas ficar bonito - ele deve estar trabalhando ativamente em seu nome.

2. Esboce o conteúdo que deseja incluir em seu site

Qual conteúdo (textos, fotos, vídeos etc.) seu site precisa ter no mínimo? Pense em todas as coisas que deseja incluir e certifique-se de que elas se relacionam com o seu propósito geral (consulte o item #1 acima). Aqui estão algumas idéias:

  • Uma frase de efeito e uma breve biografia que resume quem você é e o que faz
  • Uma explicação de seus serviços/produtos
  • Avaliações e comentários de clientes anteriores
  • Razões pelas quais as pessoas devem trabalhar com você/comprar de você
  • O que o diferencia de empresas semelhantes
  • Seu horário comercial, localização e outros detalhes relevantes
  • Um blog que destaca suas áreas de especialização
  • Vídeos demonstrando seu produto ou serviço
  • Recursos como um e-book ou vídeos e postagens educacionais
  • Um call to action forte, como “Marque sua primeira consulta” ou “Confira nossa loja online”
  • Cada empresa é diferente, então cada site será um pouco diferente também. Mas seja criterioso no que você inclui em seu site: só porque você pode colocar tudo online, não significa que você deve.

Certifique-se de que cada pedaço de conteúdo, cada palavra escrita, cada vídeo ou imagem, atenda ao seu propósito final. Pergunte a si mesmo: “Isso levará as pessoas mais perto da ação (como clicar em“ comprar ou entrar em contato comigo) ou vai apenas sobrecarregá-las e confundi-las?”

Um site com 200 palavras e uma única imagem pode ser mais poderoso do que um site com dezenas de páginas e várias postagens de blog: o que importa é quão bem seu site atende ao seu propósito final, que é levar os visitantes para a próxima etapa do processo de vendas — o que quer que você defina como essa etapa.

3. Considere as opções de estrutura e design

Depois de saber que tipo de conteúdo você precisa em seu site, você terá uma ideia melhor de como deve ser a estrutura de seu site. Por exemplo, você precisa de um site simples de uma página com um formulário de contato, um site de várias páginas com vários recursos e seu próprio blog ou algo intermediário?

Em seguida, considere o design do seu site. Pesquise na Internet e encontre exemplos de outros sites de que goste. O que você nota sobre o design deles? Eles usam efeitos interessantes, como rolagem parallax? Eles empregam um layout simples, mas colorido? Eles usam um estilo de fonte específico?

Observe o que você gosta e o que não gosta nesses sites. Em seguida, marque-os para referência futura ou tire prints e salve-os em uma pasta de inspiração em sua área de trabalho. É importante criar alguns exemplos do que você gosta e do que não gosta, para que possa fazer escolhas de design assim que começar a construir seu site.

4. Construa seu site

Muitas pessoas começam com esta etapa primeiro, o que é um erro. Pode ser tentador simplesmente começar a construir algo, mas sem seguir as etapas acima você corre o risco de perder tempo mexendo em um construtor de sites por dias até conseguir algo que “pareça” certo, ou ter seu designer ou programador criando versão após versão do site porque você não consegue dizer o que deseja.

Então, se você concluiu as etapas 1-3 acima, parabéns - você está em uma ótima posição para realmente começar a construir um site! Há duas opções neste ponto: você pode criar e lançar o site sozinho com um construtor simples de sites faça você mesmo, ou pode contratar freelancers ou uma agência para fazer tudo por você.

Aqui está o que você precisa saber sobre cada opção:

Opção 1: faça você mesmo com um construtor de sites

Você pode configurar um site atraente e funcional em um dia, graças às opções faça você mesmo, do Webflow, SquareSpace, Site123 e Wix. Esses serviços vêm com templates pré-carregados que você pode personalizar para sua empresa, além de ferramentas de edição que permitem atualizar seu site sem aprender uma única linha de código.

Com esses construtores de sites, você pode:

  • Registrar seu domínio. Você pode usar um nome de domínio gratuito, como seusite.webflow.com, ou você pode registrar seu próprio domínio oficial, como www.seusite.com. Tudo isso pode ser feito pelo próprio construtor de sites, sem a necessidade de qualquer configuração de back-end de sua parte.
  • Escolha um modelo de site. Esses serviços da web oferecem templates lindamente projetados para que você possa personalizar para sua empresa. E o mais importante, os templates são otimizados para visualização em desktop, tablet e celular. Se você não tiver certeza de qual construtor de sites escolher, tente navegar na biblioteca de templates primeiro para ver quais templates se destacam. Você pode personalizar o template escolhido com suas próprias cores, logotipo da empresa, layouts de página e muito mais.
  • Adicione todos os extras. Depois de escolher um layout básico, você pode adicionar vários elementos ao seu site, incluindo um blog, listas de produtos, galerias de fotos, vídeos, formulários de contato, widgets de terceiros, botões Curtir do Facebook e Seguir do Twitter e muito mais. O melhor de tudo é que você pode fazer isso sem uma única linha de código - basta arrastar e soltar os recursos que deseja usar diretamente na sua página.

Opção 2: contrate um freelancer para construir seu site para você

Se o faça você mesmo não é a sua praia, você pode optar por sentar e deixar outra pessoa construir sua presença online para você. Confira o Workana ou o GetNinjas para designers talentosos, desenvolvedores web e até mesmo redatores que podem organizar todo o seu site - desde os textos, o design e até a programação.

Também é importante considerar que, se você contratar freelancers para criar seu site, provavelmente precisará solicitar a ajuda deles no futuro para manutenção do site, o que pode acarretar em custos extras.

Lembre-se de que, embora um designer possa criar a "aparência" geral do seu site, você ainda precisará de um programador para transformá-lo em um site funcional. Verifique se o designer escolhido trabalha com um programador que pode implementar seu design. Você também pode contratar um redator para suavizar qualquer texto (ou criá-lo do zero) e dar ao seu site um polimento profissional.

Lembre-se de que os freelancers com quem você trabalha não são leitores de mentes. Você deve elaborar um briefing criativo completo que inclua o máximo de informações iniciais possíveis para permitir que o(s) seu(s) freelancer(s) façam o seu trabalho.

É aqui que as etapas 1-3, acima, irão atendê-lo bem. Você economizará dores de cabeça, tempo e dinheiro se puder fornecer um briefing claro, incluindo:

  • O que você está tentando realizar com este site
  • A estrutura do site que você tem em mente (uma página, várias páginas etc.)
  • O conteúdo que você espera ter em cada página, de texto a fotos
  • Os elementos de design que você quer e não quer incorporar (indique ao seu freelancer os exemplos de sites que você coletou, com notas claras sobre o que você faz e o que não gosta)

Certifique-se de compartilhar todos os recursos que você já possui com sua equipe freelance: isso inclui fotos de alta resolução que deseja incluir no site, os textos que você já escreveu para várias seções, seu logotipo e quaisquer outros elementos que você espera que eles façam uso no design final.

5. Publique seu site

Com tudo no lugar, você está pronto para lançar seu site! Se você já usou um construtor de sites, publicar seu site é tão simples quanto clicar em “publicar” e assistir seu site ir ao ar.

No entanto, se você não estiver usando um construtor de sites que oferece hospedagem e registro de domínio, precisará de duas coisas antes de entrar no ar:

  1. Primeiro, você terá que registrar um nome de domínio (GoDaddy é uma boa opção para isso).
  2. Em segundo lugar, você precisará ter um serviço de hospedagem de site (como a LocaWeb, por exemplo).

Alguns serviços oferecem uma combinação de hospedagem e registro de nome de domínio, e seu programador pode recomendar as opções certas para você e ajudá-lo a implementá-las.

Conclusão

Esperamos que você tenha gostado desta visão geral sobre a construção de seu próprio site comercial! Depois que seu site estiver no ar, você pode continuar a ajustá-lo e aprimorá-lo.

Seja o primeiro a saber!

Quer receber nossos posts? Deixe seu email abaixo e fique por dentro de tudo!

Navegue pelas categorias: empreendedorismotech

Pronto para começar? Vamos fazer uma cotação!

Na Luna, simplificamos o processo de compra do seguro para motos para que você tenha a cobertura que precisa, de forma rápida e fácil!

Continue Lendo